Como trucidar professores ateus

Por Davi Lago


Nunca se irrite com gracinhas de professores que atacam veemente a fé cristã. Algumas orientações são importantes:

1. Não caia no jogo do seu professor.

Muitos professores ateus provocam de propósito os cristãos com o objetivo de fazer um aluno se expor e, dessa forma, ridicularizá-lo diante da sala. Portanto, caso o professor pergunte, por exemplo: “quem aqui é cristão?”, você não precisa obrigatoriamente levantar a mão e se manifestar. Você não está negando a Cristo por isso. A nossa resposta deve ser sábia. Perceba qual é a intenção de se seu professor antes de se manifestar.

2. Questione qual é o Deus em que ele não acredita.

Dependendo de que Deus ele esteja se referindo, nós também não acreditamos. Nós cremos no único Deus verdadeiro, o Deus apresentado na Bíblia.

3. Questione o que ele crê.

Não fique apenas na defensiva, parta para cima dos ateus, porque eles nunca sabem direito em que eles acreditam. E quando você encontra um ateu que sabe explicar mais ou menos em que crê, você morre de rir, porque é muita besteira. Quando você faz um ateu dizer em que ele crê, fica mais claro quão frágil são seus argumentos.

4. Demonstre que o ateísmo não passa de uma crença sem base racional.

O ateísmo repousa sobre a crença (e não sobre a certeza comprovada) de que Deus não existe. Não há prova filosófica ou experimental de que Deus não exista. A decisão do ateu é uma questão de fé, mesmo que ele não se dê conta disso. Ateísmo não passa de especulação.

5. Demonstre que o ateísmo não explica a origem da vida.

O nada não pode criar a si mesmo, ele deveria existir antes de se criar. Quando olhamos para um quadro sabemos que há um pintor. Quando olhamos para o mundo sabemos que há um Criador.

6. Demonstre que o ateísmo não explica a base da razão.

Por que ser racional se o universo é o resultado do acaso irracional? Não há razão para ser racional num universo aleatório.

7. Demonstre que o ateísmo não explica o sentido da vida.

Sem Deus a vida não tem propósito algum. Ou desesperamos ou cremos em Jesus. No meio não há nada.

8. Demonstre a racionalidade da fé cristã.

Fé, de acordo com as Escrituras, não é nem credulidade, nem superstição, nem uma crença ilógica na ocorrência do improvável, mas uma confiança calma e refletida em Deus. De forma alguma a fé cristã se opõe à razão. Pelo contrário, a Escritura nos convoca à reflexão e ao pensamento: “‘Venham, vamos refletir juntos’, diz o Senhor” (Isaías 1.18). A fé cristã é apoiada na razão, contudo, vai além dela.

Tive um professor ateu convicto. Desde o primeiro dia de aula ele ridicularizava e zombava de Deus e dos crentes. Fazia um mês, que todos os dias, ele criticava Deus. Ele praguejava coisas como “Não posso crer em um Deus que manda as pessoas para o inferno”.

Mas ele chegou a um ponto que eu não agüentei ficar calado. Ele disse “Quando a pessoa é burra ela crê em Deus. Ela tem preguiça mental então entrega tudo para Deus e está tudo resolvido. Ela entrega tudo para Deus, até a burrice dela. Ela põe um ponto final à reflexão. Está tudo resolvido e tudo explicado”.

Levantei e me dirigi rapidamente em direção ao professor. Empossei a voz e disse “Professor posso falar com o senhor?”. Ele disse “Não só pode como deve”. Então eu comecei “Bom, o senhor é um homem democrático, não é professor? Pois bem, quero dizer algo para o senhor. O senhor disse que crer em Deus é coisa para pessoas burras? Ser cristão é ser ignorante e tolo? Não estou entendendo professor. Ser crente em Deus é coisa para ignorantes? O que você diz sobre Agostinho; Pasteur; Dostoievski; Pascal; Tolstoi; Tolkien; Newton, que não pronunciava o nome de Deus sem tirar o chapéu da cabeça; John Copley, grande ministro da justiça da Inglaterra; Henry Dunant, fundador da Cruz Vermelha e vencedor do primeiro Prêmio Nobel da paz? São todos burros?”.

Ele ficou assustado, vermelho e começou falar por cima de mim. Quando ele parou, eu disse “Professor o senhor está enganado. Deus é a maior realidade do universo Ninguém se encontra com ele e permanece o mesmo. Quando encontramos a Deus compreendemos quem somos, por que estamos aqui, de onde viemos e para onde vamos”.

8 comentários:

kr3bys disse...

Fala sério, ficou sem argumentos na sala e resolveu desabafar na internet ???


1. Não caia no jogo do seu professor.

??? Medo ???

2. Questione qual é o Deus em que ele não acredita.

Nenhum, Deuses não existem!

3. Questione o que ele crê.

Frágil? Acreditar em si mesmo é fragilidade, ou coragem pra encara o mundo como ele e não como vcs acreditam que seja ???

4. Demonstre que o ateísmo não passa de uma crença sem base racional.

O cristianismo repousa sobre a crença (e não sobre a certeza comprovada) de que Deus existe. Não há prova CIENTIFICA, filosófica ou experimental de que Deus exista. A decisão do cristão é uma questão de fé, mesmo que ele não se dê conta disso.

Agora filho, com certeza existem mais EVIDências da não-existência, do que da existência.

5. Demonstre que o ateísmo não explica a origem da vida.

Descobrir a origem dela não faz as pessoas melhores ou piores e além do mais não coloca comida nas casas.
O ateísmo não prega mesmo a origem, porque é uma lógica inteligente e não uma crença em lendas...

6. Demonstre que o ateísmo não explica a base da razão.

Por que ser racional se o universo é o resultado do acaso irracional? - Ação e Reação ?

Não há razão para ser racional num universo aleatório.
-Se você não quer ser racional o problema é seu filho, vai viver num hospício... além do mais, se fosse assim, para que existem leis? E as leis que seu deus prega, não são racionais??? ah certo...

7. Demonstre que o ateísmo não explica o sentido da vida.

Não deve ter pra você, agora para as pessoas que sabem viver, tem amizades, paixões, e ACREDITAM EM SI MESMAS, a vida tem todo sentido, afinal tem um sol brilhando lá fora e um mundo cheio de pessoas querendo viver.

Um ateu pensaria assim pra você?

8. Demonstre a racionalidade da fé cristã.

Qual ????

kr3bys disse...

Sobre teu professor falar que teitas sao burros, então ele é mais burro ainda. Porque julgar alguém não cabe a ninguém, afinal meu filho, quem somos nós para julgar? Seja eu ateu, não sou nada para julgar, seja eu cristão, o deus cristão não permite julgar também... então?

Agora comentemos sobre os nomes de pessoas muito inteligente, mas não perfeitas...

Agostinho - Padre da ICAR, então não preciso falar muito sobre a seita dele né?
Pasteur - Deve ter acreditado na estórinha do estudante né? Então leia isso aqui > http://ceticismo.net/religiao/grandes-mentiras-religiosas/deus-e-o-diabo-na-terra-da-internet/
Dostoievski - Mas quando falava de deus sofria de epilepsia temporal... hum
Pascal - Ele foi esperto em criar o teorema! Se deus existir eu to acreditando e saio ganhando, senao, pelo menos eu garanto hehehehe
Tolstoi - Citação : «A felicidade é estar com a Natureza, ver a Natureza e conversar com ela.» ; Ele pregava uma religiosidade sem dogmas, e vc encontra isso hoje ???
Tolkien - Que escrevia obras de mundos imaginários, assim como o deus CATOLICO dele... ops ICAR novamente.
John Copley - ??? Não era pintor ???
Henry Dunant - Recebeu um prêmio da Ordem de Cristo, organização militar diretamente ligada aos Templários... ops ICAR novamente. Isso porque se isolou depois depois de falir, fugindo para Suiça.
Newton - Não duvido que era religioso, mas era Alquimista também e isso ninguém lembra.

Davi Lago disse...

Eu disse: 1. Não caia no jogo do seu professor.
Você disse: Medo?
Eu digo de novo: Óbvio que não é questão de medo. É questão de bom senso. Basta ler o resto do texto para ficar claro que a questão não é medo.

Eu disse: 2. Questione qual é o Deus em que ele não acredita.
Você disse: Nenhum, Deuses não existem!
Eu digo de novo: Primeiro você se refere a Deus com “D” maiúsculo... interessante.
Segundo, Seu ateísmo, por incrível que pareça, é uma crença. Richard Dawkins, o principal ateu militante do mundo contemporâneo, admite isso em seu livro Deus, um delírio, no título do capítulo 4: Por que quase com certeza Deus não existe.
Outro renomado intelectual ateu de nossos tempos, André Comte-Sponville, diz o mesmo em seu livro O espírito do ateísmo: “Não tenho provas. Ninguém tem. Digamos que sou um ateu não dogmático: não pretendo saber que Deus não existe; creio que ele não existe (...) O ateísmo é uma crença negativa, mas mesmo assim é uma crença”.
Deste modo, ateísmo é a crença, e não a certeza comprovada, de que Deus não existe. Não há prova filosófica ou experimental de que Deus não exista. Sua decisão como ateu é uma questão de fé, mesmo que você não se dê conta disso. Como qualquer religião, o ateísmo é construído sobre a fé.
Ocorre que as bases da fé do ateísmo são muito frágeis. Não há nenhum motivo razoável para ser ateu. O ateísmo é uma crença contrária a todas as evidências e não passa de mera especulação.

Eu disse: 3. Questione o que ele crê.
Você disse: Frágil? Acreditar em si mesmo é fragilidade, ou coragem pra encara o mundo como ele e não como vcs acreditam que seja ???
Eu digo novamente: Como demonstro no ponto anterior o ateísmo é sim uma crença. Você é crente também rapaz. E um crente frágil. Afinal, me responda: Que você pensa sobre a origem do mundo? Sobre o sentido da vida? Sobre como o homem deve viver? Sobre qual é o problema do mundo? Sobre como resolver esse problema? Sobre para onde vamos? E ACIMA DE TUDO: DE ONDE VOCE TIROU ESSAS CONCLUSÃO.

Eu disse: 4. Demonstre que o ateísmo não passa de uma crença sem base racional.
Você disse:O cristianismo repousa sobre a crença (e não sobre a certeza comprovada) de que Deus existe. Não há prova CIENTIFICA, filosófica ou experimental de que Deus exista. A decisão do cristão é uma questão de fé, mesmo que ele não se dê conta disso.

Agora filho, com certeza existem mais EVIDências da não-existência, do que da existência.

Eu digo novamente: Que evidência que Deus não existe????? Sinceramente, o mundo veio do NADA??? O NADA pode gerar alguma coisa??? É muito mais razoável afirmar a existência do criador.

Davi Lago disse...

Eu disse: 5. Demonstre que o ateísmo não explica a origem da vida.
Você disse: Descobrir a origem dela não faz as pessoas melhores ou piores e além do mais não coloca comida nas casas.
O ateísmo não prega mesmo a origem, porque é uma lógica inteligente e não uma crença em lendas...
Eu digo novamente: Primeiro, se você estudasse um pouco compreenderia que há linhas no pensamento ateu que defendem lendas sobre a criação do mundo. O ateísmo é uma crença vazia.
Segundo, de onde você afirma que uma lógica inteligente não quer compreender a origem. Filho, a origem é sem dúvida a chave para compreender o presente. É a base de suas ações hoje.

Eu disse: 6. Demonstre que o ateísmo não explica a base da razão.
Você disse: Por que ser racional se o universo é o resultado do acaso irracional? - Ação e Reação ?
Não há razão para ser racional num universo aleatório.
-Se você não quer ser racional o problema é seu filho, vai viver num hospício... além do mais, se fosse assim, para que existem leis? E as leis que seu deus prega, não são racionais??? ah certo...
Eu digo novamente: Você não tem maturidade para um debate e se mostra completamente desqualificado para uma discussão séria quando faz afirmações infantis como “vai viver num hospício”. Ridículo. Porém, num universo aleatório não há razão para ser racional. Você não bateu o argumento. Você não tem como bate-lo. Sinto muito.

Eu disse: 7. Demonstre que o ateísmo não explica o sentido da vida.
Você disse: Não deve ter pra você, agora para as pessoas que sabem viver, tem amizades, paixões, e ACREDITAM EM SI MESMAS, a vida tem todo sentido, afinal tem um sol brilhando lá fora e um mundo cheio de pessoas querendo viver.

Um ateu pensaria assim pra você?

Eu digo novamente: O sentido da vida é “acreditar em si mesmo?”. Essa afirmação é um manancial inesgotável para criticar o ateísmo. Que afirmação infantil! Que falta de conhecimento da história! É tão ruim que não merece uma consideração séria. Você acha mesmo que os homens podem confiar em si mesmos? Primeiro, com base EM QUE você afirma isso. Segundo, você já leu algum livro de história? Já leu algum jornal atual, como Folha de S.Paulo, Jornal doBrasil? Você conhece as atrocidades que os homens causaram e causam?

Eu disse: 8. Demonstre a racionalidade da fé cristã.
Você disse: Qual ????
Eu digo novamente: O jornalista norte-americano Lee Strobel foi um ateu militante. Após investigar e pesquisar tudo que pôde sobre o cristianismo, aceitou a fé cristã como verdadeira. Ele disse sobre sua conversão: “o cristianismo não tinha sido comprovado categoricamente. Se isso tivesse acontecido não haveria lugar para a fé. Mas, quando pesei os fatos, concluí que a evidência histórica confirmava claramente as afirmações sobre Cristo, não permanecendo nenhuma dúvida. De fato, com base no que eu tinha aprendido, precisaria de mais fé para continuar ateu, do que para tornar-me cristão”.
Fé, de acordo com as Escrituras, não é nem credulidade, nem superstição, nem “uma crença ilógica na ocorrência do improvável”, mas uma confiança calma e refletida em Deus. De forma alguma a fé cristã se opõe à razão. Pelo contrário, a Escritura nos convoca à reflexão e ao pensamento: “‘Venham, vamos refletir juntos’, diz o Senhor” (Isaías 1.18). A fé cristã é apoiada na razão, contudo, vai além dela.
Por isso, a razão nunca força a fé. Há sempre espaço para que os incrédulos não acreditem no cristianismo, ainda que um crente possa elaborar provas válidas de que o cristianismo é verdadeiro. A razão pode ser usada para demonstrar que o cristianismo é real, mas jamais pode persuadir alguém a acreditar nele.
Fé não é mero assentimento intelectual, é muito mais que isso. Fé é descansar em Deus. Crer biblicamente, não é apenas concordar com Jesus, mas sim confiar toda a vida aos cuidados de Jesus. Crer é confiar tudo que temos em suas mãos.

kr3bys disse...

1 R-: Mas parece, algo como, "devemos trucidar". Só trucidamos aquilo que nos oferece perigo.

2 R-: Não, não é uma crença. Pode ser pra você, ou para quem quer provar que o ateísmo não existe, ou coisa e tal. Eu não me importa. Pois você também é ateu, né? Ou você acredita em Thor?
E aí você se engana, ser ateu não é questão de escolha, como no Cristianismo, ou imposição como em outras religiões. É questão de lógica, chega uma hora que a ficha cai e nos damos contas que nenhum dos deuses atendem nossas expectativas, e são muito vagos. Quer motivos? Liberdade!
Mas me explique, o ateísmo é contrário a qual evidência, se não há evidência alguma da existência de qualquer deus, e pelo contrário, existem muito mais evidências de suas não existências, ou se existir, são muito falhos.

3 R-: Minhas conclusões são baseadas no seguinte, de todos os deuses, o mais popular é o Javé, que era de Israel e agora virou o Cristo. Mas ele é falho, e os outros só de começar a pesquisar... puff, sacrificios humanos, direitos desiguais para as mulheres, e muito mais.
Como crer em deuses, que fazem humanos melhores e piores, que fazem ascepções de pessoas, que são cruéis, que ensinam apenas guerra e lutas para as crianças?
Universo? Você realmente se preocupa com o que aconteceu a bilhões de anos e com o que vai acontecer daqui a bilhões? Você se preocupa com o que vive a bilhões de anos-luz daqui?
Saber a origem e a resposta pra tudo isso não prova a não-existência ou a existência de deus, porque ninguém consegue provar nada!
Sentido da vida? É encontrar um pessoa que você goste, ter filhos, trabalhar, rir com os amigos, enfim... nenhuma das ações de que dão sentido a vida de um homem, ou mulher, precisam de um deus!
Problema do mundo? Sobre como homem deve viver? Bom, vamos pensar que desde o começo dos tempos o homem acredita em deuses... E então me parece que eles não surtiram nenhum efeito em ajudar ou melhorar o mundo. E hoje em dia parece que quanto mais igrejinhas de fundo de quintal aparecem, soh piora a situação das grandes cidades.
E como resolver? O homem conhecer a si mesmo, fazer para os outros o que ele quer que façam para ele.
E para onde vamos? E por acaso temos certeza de onde viemos e para que viemos? Se vamos para algum lugar... que seja. O importante é o agora!

4 R-: Não acho. Penso que foi tudo obra do acaso mesmo. Agora evidências tem de monte. Eu não vejo, não sinto, não toco, não cheiro. Ele existe? Talvez você me diga sobre o ar? Talvez eu responda, que até ele dá pra ver... Mas esta já esta batida demais. Mas pense, tudo aquilo que seria o adjetivo de algo inexistente, se atribui a deus.
Agora, se pergarmos as evidências históricas... ixi, piorô. Porque Javé só queria saber de Israel, e matava todos os outros povos? Cadê Zeus quando Javé abriu o Mar Vermelho? Onde estava Krishina, quando Hércules nasceu? E Jesus, porque ele se achava maior que todos, se no fim das contas, bastava apenas fé assim como todos os outros deuses?
Deus, para ser deus, teria que provar que ele existe, e não ficar brincando com o povo de adivinhação... pra que? Para ele se divertir com a discórdia?

kr3bys disse...

5 R-: Então você quer sempre dizer que os ateus, são um grupo religioso que prega alguma coisa? Eu não preciso estudar algo para ser ateu. Pelo contrário, foi de tanto estudar, que virei ateu...rs
Lendas? E vai dizer que Genesis não é lenda? Ou você pode me prová-lo?
Agora você disse que o ateísmo é uma crença vazia! Mas claro que é meu filho, isso mesmo, exatamente por isso que não é uma crença, é uma libertação das amarras da religião.
Agora pense. Durante milenios era lei em vários países as origens de cada religião. E o presente de cada época nunca foi o mesmo. O mundo evolui, as crenças também. Chegara uma hora que a lenda do deus cristão e israelense, nao passara de lenda, assim como todos os outros deuses.

6 R-: Não se enfureça, e nem fuja da discussão, só porque se sentiu ofendido, ou porque não tinha respostas. Mesmo assim eu respondo.
Não tenho como batê-lo? Tá, então me explique a base da razão divina. Vamos ver...
Crio um ser tao perfeito, que se rebela contra mim ?
Crio a humanidade que é igual a mim, mas que nunca me obedece e só quer fazer maldade ?
Mando meu filho mais querido, ou eu mesmo, sei lah... para sacrificio em favor da criação que eu criei e condenei, para salvá-la da minha propria condenação ?
Cara, eu posso até aceitar que não bati seu argumento, mas a base da razão divina, é patética.

7 R-: Se o homem conhecesse a si mesmo não faria isso. O homem que conhece a si mesmo, sabe que não deveria fazer para os outros aquilo que ele não quer que façam para ele. Se todos começarem a olhar para dentro de si mesmos, e conscertarem seus corações, não precisam mais depender de acreditar em algo inexistente.
Eu afirmo isso com base na maioria dos ateus, agnosticos, sem-religiao que eu conheço. Pessoas cultas, formadas, criando formas de proteger o meio-ambiente em que vivem, ajudando pessoas que precisam. São pessoas que encontraram a si mesmas, e não precisam mais correr atrás de algo ficticio e nem depositar seu dinheiro e esperança num pastor ou padre, ou lider religioso.
Se eu conheço? Claro que sim, tanto homens religiosos quanto qualquer outro.
Se você quis afirmar isso, dizendo que homens religiosos não cometem atrocidades, sinto lhe dizer que não deu certo.

8 R-: Pena que, se você não crer na fé cristã... [sim eu ja fui crente e catolico] ...você está condenado ao fogo eterno.
Deus cria o homem. Some da vista dele. Quer que todos aceitem sua existência. E depois vai condenar todos aqueles que não acreditaram.
Deus se sacrifica em favor da criacao que ele mesmo condenou. Uma condenacao que ele mesmo iria punir.
Enfim, não tem como achar racionalidade numa fé de um deus mesquinho, egoista, avarento, egocentrico, cruel, brutal...

Fabrícia Moura disse...

Fiquei lendo os comentários e respostas de vocês e o primeiro sentimento que tive foi de raiva, pois uma pessoa falar tantas coisas ruins de um Deus tão bondoso!
Não estou entrando no debate, pois sei que nao teria tanto argumento assim, mas quando li o final do comentário desse rapaz, dizendo que Deus é mesquinho, egoísta, avarento, cruel e brutal, comecei a ter um sentimento diferente, que descrevo aqui como pena!
Uma só resposta para essas qualificações que ele designou para Deus!
"E Deus amou o mundo de tal maneira que enviou o seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crêr nao pereça, mas tenha vida eterna!" João 3:16.

Acreito que para crer em Deus, é só voce abrir os olhos pela manhã e descobrir, que voce enxerga, anda, come, veste, escreve, sabe ler, possui um trabalho, é inteligente, enfim voce está vivo! Entre num hospital onde tenha enfermos em estado final, e pergunte para algum deles o que eles mais desejariam naquele momento, muitos responderiam que desejariam estar no seu lugar.

Sou professora de Geografia, e estudei a formação do mundo, e nenhuma das hipoteses que foram mostradas nos anos de faculdade me satisfaziam, até crer que Deus criou o mundo!

E passei a ver que tudo que estudo sobre a Terra tem a perfeição de Deus!

Meu querido kr3by voce pode até dizer que Deus é egoísta e cruel, mas garanto que se um dia precisar o primeiro nome que dirá é " Aí meu Deus".

Que o Espiríto Santo quebre esse gelo do seu coração e te faça ver qual a verdade da vida!

Naiara Giordânia disse...

ÈÈÈÈÈÈÈÈhhhhhh!!!! É isso aí irmã!!! Vamos acabar com este debate com o amor de Cristo em nós... Sempre e para sempre no final de suas vidas, todos recorrem ou irão recorrer ao único Deus vivo!!!! "E todo joelho se dobrará e toda língua confessará que JESUS CRISTO é o Senhor!".